quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Série: The Following


Sinopse: O FBI estima que atualmente há 300 serial killers na ativa nos Estados Unidos. O que aconteceria se esses assassinos tivessem uma maneira de se comunicar e conectar entre si? E se eles fossem capaz de trabalharem juntos e formarem alianças conforme deixam uma trilha de sangue pelo país? E se um brilhante e carismático, porém psicótico, serial killer fosse capaz de reunir todos eles e formar um culto de seguidores que obedecem seus comandos? Trailer da série.

Já faz um tempo que vem passando propaganda toda hora de The Following na televisão, e eu já estava muito, mas muito curiosa. Pesquisei e tudo mais e vi que a série começaria esse ano, mais precisamente no dia 21 de janeiro. E melhor: que o diretor seria o Kevin Williamsom. O rei de terror e suspense. Quando eu vi que já tinha saído para baixar legendado, fui correndo.

Eu amo, amo mesmo, esses temas de serial killer. E amo mais ainda o Kevin Bacon, que, por sinal, só pelo episódio piloto, já deu para perceber que, como sempre, vai fazer um trabalho simplesmente perfeito, dando vida ao personagem que é um ex-agente do FBI, Ryan Hardy.

Há oito anos, ele colocou na prisão um serial killer chamado Joe Carrol, interpretado pelo James Purefoy. Agora, ele fugiu com a ajuda de um policial. Mostra, no episódio piloto, que Ryan conseguiu salvar uma das vítimas de Joe e, agora, ele saiu justamente para terminar o seu trabalho. Como ele está infiltrado na sociedade, Ryan tem o trabalho de prendê-lo, já que ele foi o único a fazê-lo no passado.

Como é colocado na série, Carrol tem um tipo de “seita”, e tem vários seguidores, pessoas que querem ser como ele, ou seja, serial killer. Joe era professor de literatura, agora, é um de como virar um serial killer. Em todo o lugar tem gente infiltrada para ele, para ele saber o que ocorre com as pessoas em que, uma hora ou outra, ele terá contato.

No final do episódio acontece uma coisa que você simplesmente não iria, em hipótese alguma, pensar que aconteceria, e Carrol dando sua explicação; ele havia escrito um livro e, com os acontecimentos que ainda está por vir, quer escrever outro.

Eu já me apaixonei pela série, eu to falando sério! As coisas são MUITO bem pensadas, logo no piloto acontecem coisas que você nunca iria imaginar que acontecem, e os atores são ótimos. (Pirei quando vi que o Shawn Ashmore, a.k.a Homem de Gelo em X-men, trabalha, e já amei o personagem dele!)

Já deu para perceber que essa série vai ser muito boa e que vai dar o que falar, não é? Super recomendo! Então, é isso. Espero que assistam e que gostem. Não se esqueçam de comentar e seguir, e já que o blog está no comecinho, dar uma divulgadinha básica? Por favor? (insira os olhos pidões do Gato de  Botas do Shrek). Haha. Até pessoal!


domingo, 20 de janeiro de 2013

Primeiro post!



E aí povinho lindo. Não, pera... Que povo? Ok, ok, piadinhas (sem graças) a parte, cá está o meu primeiro post no blog! Não sabia muito bem como criar esse primeiro post. Fazer uma resenha direto, falar de uma série, de uma música, de um filme, o quê fazer? Então decidi que não falaria de nada além de mim. Não, mentira gente, não quero entediar vocês. Decidi que vou me apresentar um pouquinho mais do que está escrito no about, sobre a minha vida, porque resolvi fazer o blog, e tudo mais.

Como vocês sabem, meu nome é Patrícia, eu tenho 14 anos, em maio faço 15 (e já estou morrendo de medo antecipadamente da vacina de tétano), e eu não sou uma adolescente muito normal. Adolescentes normais gostam de sair de casa, ir para festas, conhecer gente nova, são super sociais e badaladas, e eu sou o total oposto disso. Saio raramente de casa, e quando saio, é pra ir ao shopping feat. cinema com as minhas amigas ou com a minha irmã.

Sou a prova viva de que aquela coisa que várias pessoas falam, “adolescente não gosta de ler”, é uma total mentira. Eu a-m-o ler, posso ficar simplesmente horas e horas lendo um livro, textos, fanfics, e tudo que se possa imaginar. Amo assistir séries de TV também, sendo minhas favoritas The Vampire Diaries, Castle, Grey’s Anatomy e Supernatural, mas eu assisto MUITO mais que isso.

No quesito música, eu sou considerada estranha (nossa, que novidade; eu sendo considerada estranha.). Odeio essas músicas sem letra (a.k.a.: tche tche rê rê, eu quero tchu eu quero tchá, ai se eu te pego e todas essas merdinhas que eu tenho certeza que vocês conhecem), e minha banda preferida é Bon Jovi (não vou falar muita coisa deles, porque eu vou fazer um post especialmente pros meus bebês).

Filmes eu gosto bastante de terror (apesar de assistir morrendo de medo), mas também adoro aqueles de comédia, ou aqueles romances que te fazem chorar do começo ao fim.

Eu um relacionamento sério com: Damon Salvatore, Jace Wayland, Neal Caffrey, Dean Winchester e vários outros personagens fictícios.

Ok, esse foi só um resumão (que ficou muito maior do que eu esperava). Espero que gostem, sigam, comentem e me ajudem a divulgar, haha (pidôncia!)

Até o próximo post, que aí, com certeza, será falando de: livros, séries, músicas ou filmes.

See ya’ll!